ISO 9001 e NR 12: o que significa e por que são importantes?

ISO 9001

Sempre que pensamos em comida, certamente vem à mente palavras como sabor, qualidade e beleza. Quem consome, talvez não imagine todas as etapas de processamento dos alimentos. Já quem produz, precisa estar diariamente alerta para atender às normas da Vigilância Sanitária.

Neste post o assunto é qualidade e todas as ferramentas a que se pode recorrer para criar um diferencial de atendimento, tanto no produto que chega à mesa do cliente, quanto nos equipamentos utilizados no preparo.

Se você busca excelência para o seu negócio, continue esta leitura e aprenda tudo que precisa sobre a ISO 9001 — Sistemas de Gestão da Qualidade — e NR 12 — Segurança no Trabalho em máquinas e equipamentos.

O que é ISO 9001?

Antes de falar sobre as normas, é preciso entender a origem. ISO — Internacional Organization for Standardization é uma organização não governamental responsável pelo desenvolvimento e pela publicação de normas internacionais que padroniza e normatiza os processos de uma empresa afim de certificar sua excelência.

Cada país tem um órgão responsável por essa certificação. No Brasil a responsabilidade fica a cargo da ABNT — Associação Brasileira de Normas Técnicas.

O Sistema de Gestão da qualidade abrange todos os aspectos produtivos e processuais de uma empresa. Podemos entender que, quem possui a certificação ISO 9001 está mundialmente preparado para as melhores práticas e melhores oportunidades, pois atua com qualidade.

Os pilares do Sistema de Gestão da Qualidade são foco no cliente, liderança, envolvimento de todos, abordagem de processos, abordagem sistêmica, melhoria contínua e continuada, decisão baseada em fatos reais e concretos, relação saudável entre empresa, clientes e fornecedores.

Ao decidir buscar uma certificação como a ISO 9001, você será direcionado a uma série de ações específicas. A ABNT possui material amplo e rico para orientação. Se você quer tornar seu negócio diferenciado, tome nota de alguns benefícios que a certificação pode trazer:

Produtos e funcionários com desempenho superior ao esperado

Se antes você se preocupava com a qualidade do produto em seu modo de preparo e no lucro esperado, com a certificação essa preocupação é redobrada e os resultados muito mais expressivos. A produção sofre alterações não só na seleção mais apurada de matéria-prima, como também no comportamento dos envolvidos.

Os funcionários sentem-se mais valorizados e pertencentes a um processo claro e objetivo. A conscientização sobre o desperdício é absorvida à medida que as etapas da certificação são elaboradas e aplicadas.

Cliente mais satisfeito e confiante

Buscando os valores do seu próprio negócio para atender às normas da certificação, consequentemente você se chocará com os valores dos seus clientes. Do que gostam? O que procuram? O que esperam?

Com isso, será possível atender de forma personalizada e mais próxima, o que faz com que o cliente em seu processo de fidelização, realize feedbacks favoráveis à sua melhoria contínua.

Ele não terá acesso a toda a documentação que deu origem à excelência proposta, mas enxergará a qualidade no atendimento personalizado, na forma como os produtos são dispostos à mesa e nas prateleiras e acima de tudo na atmosfera de satisfação e zelo deixada no ar.

Redução de custos

É impossível se submeter a um processo de certificação no Sistema da Qualidade, sem ser impactado pela análise financeira de gastos, seja com matéria-prima, material de consumo ou com equipamentos.

Se a proposta da certificação é melhorar o processo de gestão para uma qualidade de excelência, automaticamente as atenções se voltarão para a contenção de desperdícios e eliminação do retrabalho. São ações que reduzirão expressivamente os custos.

O que NR 12?

Vamos conhecer agora a norma que rege a segurança no trabalho em máquinas e equipamentos. Essa norma é amparada pela Portaria nº 3.214, de 8 de junho de 1978 que aprova as Normas Regulamentadoras relativas à Medicina e Segurança do Trabalho.

A NR 12 tem fundamental importância nas atividades rotineiras em empresas que atuam com maquinários de alta performance e necessitam de mão de obra qualificada no manuseio. É grande o índice de acidente de trabalho por falta de atenção, despreparo ou desconhecimento das normas básicas de segurança.

É importante, ainda, destacar que ao adotar tais procedimentos, o olhar do cliente será de admiração e aprovação. Ele perceberá não só sua preocupação com as normas de segurança, como também com os funcionários da sua empresa.

Além disso, há outros benefícios que merecem destaque:

Padronização de procedimentos de utilização

A norma regulamentadora pelo nome já diz que é importante operar máquinas e equipamentos dentro dos regulamentos da utilização. Dessa forma, ao padronizar os procedimentos de manuseio, será possível obter um processo mais fácil.

Se antes os funcionários estavam acostumados a ligar e desligar as máquinas sem critérios; com a norma, serão mais atentos uns aos outros, evitando acidentes e retrabalhos.

Imagine uma produção que envolva trocas de turnos. Sem a padronização, cada funcionário trabalhará da maneira mais conveniente, sem prestar atenção aos desperdícios e prejuízos acarretados.

Prevenção de acidentes

Capacitar e treinar funcionários para desempenhar as funções corretas e operar equipamentos corretos, faz parte de uma padronização eficiente.

Toda vez que um funcionário se acidenta e precisa se ausentar, o processo de produção sofre alteração e por vezes atraso na execução e entrega.

Além de gerar prejuízo, reflete na insegurança da equipe em operar o mesmo equipamento. A prevenção, através do conhecimento e inspeção dos equipamentos minimiza os riscos e acidentes. Um funcionário seguro trabalha com satisfação e dedicação ao estabelecimento.

Entenda que investir em segurança é minimizar prejuízos e potencializar os lucros.

Redução de ações trabalhistas e de desfalques da equipe

Se sua equipe está preparada para as atividades diárias que incluem o manuseio de equipamentos, os riscos de acidentes serão minimizados e os desfalques por causa deles, bastante reduzidos.

Se não houver acidentes, consequentemente não haverá ações trabalhistas reclamatórias. Tudo isso se converte em redução de custos com substituições, afastamentos ou indenizações.

Além do mais, se você é um empreendedor sério e deseja crescer no mercado, sua responsabilidade para com a segurança e o bem-estar de seus colaboradores torna-se uma obrigatoriedade.

Gostou do nosso conteúdo sobre ISO 9001 e NR 12? Entendeu o que significam e por que são importantes? Então, siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de mais dicas como essas. Ficaremos felizes em contribuir para a melhoria dos seus processos de qualidade e segurança!

Facebook Comments

Deixe um comentário